PORQUE NÃO CONSIGO ALCANÇAR OS MEUS OBJETIVOS? – 5 OBSTÁCULOS QUE TE PODEM ESTAR A BLOQUEAR O CAMINHO


“Onde estás agora não tem que determinar onde vais acabar “- Barack Obama

Descobrir para onde queremos ir e que rumo queremos dar à nossa vida nem sempre é fácil. Na verdade é, muitas vezes, o primeiro e grande obstáculo que nos impede de viver uma vida plena e preenchida. Mas não é assim com toda a gente.

Muitas pessoas têm bem presente e claro aquilo que querem fazer na vida, o seu propósito, a sua missão, o seu sonho. Mas ainda assim deparam-se com imensos bloqueios que as impede de avançar para o próximo nível.

O que acontece então que faz com que por vezes seja tão difícil alcançarmos nossos objetivos, apesar de sabermos exatamente quais são? O que é que estamos a fazer errado? O que é que nos está a escapar?

Bom, na verdade o que nos está a escapar às vezes são coisas mesmo simples. Chegarmos a essa conclusão é complicado, porque depois de percebermos isso, tudo se torna muito mais fácil. Por norma a falta de alguns recursos e capacidades que temos dentro de nós – mas que ainda não desenvolvemos – é o que nos impede de avançar e às vezes o que falta é só uma pequena afinação para desbloquear todo o nosso potencial.

Deixo-te por isso aqui 5 obstáculos que te podem estar a impedir de alcançares os teus objetivos, que podes eventualmente detetar na tua vida.

Objetivos pouco específicos – Quando pensamos e definimos um objetivo às vezes somos uma bocado genéricos a fazê-lo. Por exemplo, já ouviste alguém dizer “Ah, o meu sonho é viajar pelo mundo!”. Talvez tu próprio já tenhas manifestado esta vontade.
Ok, mas o que é exatamente viajar pelo mundo? Que países queres conhecer? Que locais queres visitar? Vais ficar em hotéis ou andar e mochila às costas? Vais de avião ou de carro? Em que datas gostavas que isso acontecesse? Gostavas de ir sozinho ou acompanhado?

Quanto mais específicos formos em relação aos nossos objetivos, mais fácil se torna criar um plano que te permitirá lá chegar. Quanto mais abstratos e genéricos formos na definição do nosso sonho, mais demoramos a criar estratégias para que ele se concretize.

Indecisão e falta de compromisso – Eu sei, estou sempre a “bater nesta tecla”, mas a verdade é que sem a capacidade para tomar uma decisão e sem o compromisso dificilmente chegamos lá.
O medo de arriscar, a incerteza, o desconhecido, o medo de falhar, a falta de autoconfiança levam-nos muitas vezes a uma grande dificuldade em tomar decisões sem nos apercebermos que todas as decisões implicam ganhos, perdas, vantagens e desvantagens.

Queremos ter o controlo total da situação e não queremos ter que lidar com a frustração de perder algo ao tomar uma decisão e esquecemo-nos que “não decidir” é também uma escolha com consequências.

Falta de foco – Este é outro ponto que estou sempre a insistir, porque alguém que passa os dias sem priorizar e agendar as suas tarefas, que deixa constantemente que disponham do seu tempo e da sua vida, que não tem claro o que quer fazer, é alguém que possivelmente vai ter dificuldade em alcançar objetivos.

O foco é o que nos permite centrar e convergir a nossa atenção para aquilo que são as nossas prioridades. Por isso, quanto mais desenvolvermos este recurso, mais fácil se torna alcançar os nossos os objetivos.

Resistência à mudança – Há uns tempos vi um cartoon a circular na internet muito engraçado em que alguém pergunta “Quem quer a mudança?” e uma multidão de pessoas levanta os braços, depois a mesma pessoa pergunta “Quem quer mudar?” e ninguém levantou.
Pois é… Eu entendo que mudar às vezes implica um passo para o desconhecido, que isso gera medos, receios, interrogações. Entendo que mudar muitas vezes implica abandonar crenças que temos desde que nos lembramos de ser gente, que nos consome energia e que envolve um shift na nossa realidade. Mas entendo também que mudar é bom e uma grande oportunidade de fazer diferente e realizarmos os nossos sonhos.

Se queres a mudança na tua vida, é preciso que sejas o primeiro a estar disposto a fazê-lo.

Querer receber antes de dar – Como coach observo imensas pessoas que: querem ser promovidas sem antes desenvolverem competências para ocupar determinado cargo, querem ganhar mais ao fim do mês sem antes estarem dispostas a investir o seu tempo a adquirir mais conhecimento, querem ter uma empresa de sucesso sem antes investirem o seu tempo a construir uma equipa competente ou a conhecerem os seus colaboradores… Enfim, querem saltar etapas. Descartamos a proatividade por entendermos que não nos diz respeito.

Eu sugiro que estejamos dispostos a dar primeiro, sem qualquer expectativa, porque mais tarde acabamos sempre por receber. Só assim garantimos entrega total no que vamos ter pela frente.

Se detetaste algum destes bloqueios na tua vida, talvez agora seja uma boa oportunidade de fazeres diferente.

Talvez agora seja uma boa altura para tomares a decisão que sabes que precisas de tomar, talvez agora seja uma boa altura para te focares e comprometeres com o que realmente queres, talvez agora seja uma boa altura para te focares no teu sonho, talvez agora seja uma boa altura para mudares, talvez agora seja uma boa altura para dar sem expectativas.

Agora, é sempre uma boa altura!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: